Banner

De Wikinet
(Redireccionado de Banners)
Ir para: navegação, pesquisa
Spam porn.gif

Banner é a forma mais comum de SPAM propaganda usada pelos sites da Internet.

Smiles.gif
Faxina.gif
Spam 17.gif
Spam 7.gif
Spam 11.gif

Todo mundo gosta de coisas grátis, limpas e sem viadagem (no mau sentido, é claro, e sem desrespeitar os viados, que adoram a viadagem), mas nada no mundo é grátis, e a Internet não é exceção.

Em outras palavras, quando você visita um site, alguém está pagando por isso - e, normalmente, não é você.

Os sites tem várias formas de arrumar dinheiro para se sustentar. As menos comuns são:

  • financiamento próprio. O dono do site acha que vale a pena manter o site - ou porque é um hobby dele, que ele gosta muito, ou porque o próprio site é uma propaganda de um produto seu. Ou às vezes apenas porque fica feio não ter um site próprio. Exemplos: sites dos governos (nacionais, estaduais, provinciais, municipais, etc), sites de empresas, sites de universidades, sites que vendem produtos on-line, etc
  • pedindo esmola como se fosse um mendigo. Os sites frequentemente fazem "campanhas de doação", e ameaçam veladamente fechar se não atingirem uma determinada meta de arrecadação. E vão apresentando uma conta - que ninguém tem como saber se é verdade ou não - da evolução das doações. Exemplos: Wikipedia
  • criando áreas reservadas, apenas para assinates pagos (bem feito). Tem dois tipos de sites que fazem isso, um grupo faz bem feito, e o outro faz mal feito e se fode legal. Os que fazem bem feito são, normalmente, sites que hospedam jogos multiplayer. Eles fazem assim: qualquer um pode entrar, criar uma conta e jogar, mas, se você for assinante, terá privilégios que os outros não tem. Por exemplo, um site de wargames pode dar aos assinates uma vantagem militar significativa, de forma que o não-assinante acaba servindo apenas como target-practice para os assinantes. Exemplos: Club Penguin, Travian.
  • criando áreas reservadas, apenas para assinantes pagos (mal feito). Normalmente são sites de imagens ou vídeos de mulher pelada, que tem uma área aberta, que não mostra porra nenhuma, e uma área fechada, apenas para assinantes. Essa é uma forma idiota de cobrar, porque 0,0001% dos usuários são otários ao ponto de pagar para ver o que tem de graça usando o Google Pornography. Exemplos: TheGirl, Paparazzo.
  • fazendo extorsão contra políticos e subcelebridades, ameaçando contar fatos desagradáveis caso as potenciais vítimas não paguem uma baba fabulosa ao dono do site ou a seus administradores. Exemplo: Desciclopédia
  • fazendo acordo com a máfia russa, carregando um virus no computador pessoal de quem acessa o site para torná-lo um zumbi spammer; o objetivo também é fazer a extorsão, mas agora contra grandes empresas, através do Distributed Denial of Service, e cada computador controlado é mais uma arma de destruição em massa de sites. Exemplo: quase todos os sites pornográficos, quase todos os sites de pirataria.

Mas, disparado, a forma mais comum de arrumar dinheiro é atraves dos Banners.

Os banners são uma poluição visual, que come boa parte da tela, muitas vezes se metendo no meio do que você está tentando "ler", com imagens muitas vezes incompatíveis com o que você procurou (por exemplo, você pode estar procurando mulher pelada, e dar de cara com a imagem do Motumbo), e que tem o potencial maligno de, ao serem clicados, mandar você para outro site, onde algum produto que não te interessa será oferecido - muitas vezes com virus para infectar seu computador.

Os banners são uma praga, e a regra ética é jamais clique em um banner. Claro que se ninguém clicar em nenhum banner, os caras vão inventar alguma outra merda para encher o saco dos usuários, mas devemos combater um mal de cada vez.