Dia das Mães

De Wikinet
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox plus.png Este artigo precisa de mais imagens de mães mostrando amor pelos filhos, ou seja, incest pr0n
Você pode ajudar a Wikinet adicionando mais imagens de mães mostrando amor pelos filhos, ou seja, incest pr0n.
Mãe do OP quer um pau.png

O Dia das Mães é o dia em que todos os filhos tem que agradecer às mulheres que passaram horas em trabalho de parto para criar um infeliz como eles. Para as mães, esse dia significa ganhar presente dos maridos, assim como no Dia dos Namorados, o que prova que depósitos são interesseiras (se bem que isso todo mundo já sabe).

Mãe é tão importante que quem tem uma mãe tem um ditado, "mãe só tem uma". Mas tem pessoas que são ainda mais felizes, que tem duas mães.

Alguns depoimentos de filhos que amam as mães[editar]

Primeiro depoimento[editar]

Depois de tomarmos vários drinks e almoçado ela a minha mãe estava comemorando a sua promoção no emprego. Ela vestia uma tanga e mini camiseta e eu usava o short de fazer educação física na escola e sem camisa. Era um sábado de verão e a tarde estava bastante quente. Deixa eu me apresentar: sou Ricardo, 16 anos estudante do 2º grau e dizem que eu sou um tesão. Minha mãe Raquel, 34 anos bem empregada, trabalha numa empresa do governo. Eu já saí no tapa com alguns colegas por causa dela pois, achei desrespeitosa a maneira como alguns se referiam a ela, como por exemplo: Ricardo não leva a mal, mas se eu tivesse uma mãe assim não sei não eu ia no mínimo tocar umas duas punhetas por dia; que mulher gostosa! Eles não podiam vê-la passar, ficavam loucos. Eu uma vez sem querer ouvi uma conversa de alguns deles que diziam assim: Caras eu to cansado de tocar punheta com intensão na mãe do Ricardo, nós também! Que mulher que loura gostosa! Devia ser proibido mulher gostosa assim. Pois bem como eu dizia, ela estava deitada no sofá vendo uma revista e eu no sofá em frente, o som estava baixinho numa estação dessas que tocam musicas de motel. Eu estava pensando em tudo isso e reparando nela; de fato eles tinham razão, ela realmente era maravilhosa. Estava tocando Je Tame e ela disse: vamos dançar? Vamos! Nos levantamos e começamos a dançar muito lentamente, quase não nos mexíamos, nossos corpos colados, nossas coxas se roçando o perfume daquele hálito aquilo estava libidinoso, juntando com aqueles pensamentos pecaminosos, o pau ficar duro foi inevitável ela, sentiu pois, cada vês me apertava mais contra o seu corpo. ...continua...

Segundo depoimento[editar]

Meu nome é Luiza, tenho 26 anos, 1,70 m, cabelos castanhos e corpo malhadinho. Me descobri bissexual desde meus 17 anos. Minha irmã, Daniela, é linda. Tem 24 anos, uns 1,66 m de altura, loira, e um corpinho lindo.
Transo com a Dani desde os meus 19 anos e 17 anos dela. Nossa relação sempre foi maravilhosa. Transamos quando temos vontade, sem que nenhuma das duas fique cobrando a outra. Temos nossos namorados ou namoradas, mas quando temos vontade e podemos, transamos muito.
Minha mãe, Paula, tem 43 anos, teve eu e minha irmã muito nova. Pouco tempo depois de minha irmã nascer separou do meu pai. Ea tem cabelos castanhos, deve regular com as nossas alturas. Além disso, é linda. Malha bastante e tem um corpão também.
O que vou narrar é verídico e ocorreu a pouco tempo. Minha mãe nunca soube sobre mim e minha irmã. Mas eu e Dani sempre tivemos muito tesão na nossa mãe. Não dá pra explicar. Sempre imaginamos como seria transar nós três juntas. Nos últimos tempos esse desejo aumentou muito. ...continua...

Dia das Mães no Brasil[editar]

No Brasil, o Dia das Mães, em vez de ser uma data feliz e comemorativa, é um dia de medo e terror.

Isto porque tem muito juiz filho da puta que acha legal soltar os piores bandidos, com a alegação de que os "tadinhos" são seres humanos, e merecem visitar as putas que os pariram.

99% destes "seres humanos" aproveitam então a porra do indulto do Dia da Putas que os Pariram para furtar, roubar, estuprar e matar, e depois não voltam para a cadeia.

Ver também[editar]