Fanfiction

De Wikinet
Ir para: navegação, pesquisa

Fanfiction, abreviada como fanfic e algumas vezes escrito como duas palavras, fan fiction, é quando uma pessoa que não sabe escrever, não entende nada sobre uma obra de um autor mas se acha foda resolver escrever (e publicar) uma merda utilizando os personagens ou o cenário criado por outra pessoa.

Exemplo[editar]

Ambox plus.png Este artigo precisa de mais alguns exemplos de fanfic, de preferência com pr0n
Você pode ajudar a Wikinet adicionando mais alguns exemplos de fanfic, de preferência com pr0n.

Pre-História[editar]

Claro que, assim como qualquer outra porra, isto já existia antes da Internet, mas, pela dificuldade de romper as barreiras de copyright e fazer o texto escrito atingir um grande público, a fanfic era uma porra marginal, quase nenhum escritor profissional se preocupava de ver seus personagens fazendo coisas que ele jamais imaginaria que pudessem fazer.

Por acaso, algumas fanfic, historicamente, eram muito boas, e seus autores muitas vezes ficavam mais famosos que os autores de quem eles estavam copiando. Praticamente toda a mitologia grega, se for analisada com cuidado, é fanfic, os caras pegavam os personagens que outros haviam inventado e colocavam suas historinhas de sexo e violência, e depois de algum tempo ninguém mais sabia o que era história, mitologia ou fanfic.

Aliás, segundo a obra histórica do matemático russo maluco Anatoly Fomenko, tudo que a gente entende por história e que aconteceu antes de 1500 é fanfic, foi escrita pelos porra-loucas do Iluminismo.

E veio a Internet![editar]

Se, antes da Internet, quase ninguém ligava para fanfic, depois que inventaram a USENET, se tornou possível a qualquer idiota escrever fanfic e fazer com que a merda fosse lida por milhares (antigamente), milhões (lá pelos anos 1990) ou bilhões (agora) de pessoas. Então a porra que era uma brincadeira entre amigos, passou a ser uma coisa séria, e passou a incomodar os autores, que passaram a temer a fanfic porque, além de esculhambar muitos de seus personagens (o que acabava não fazendo mal), ainda roubavam ideias para livros que eles nem haviam ainda escrito ou, pior, muitas vezes eram escritas por pessoas com mais criatividade e mais capacidade de escrita que eles.

BALEETED (ou não)[editar]

Tinha que dar merda.

E deu - o Complexo Industrial-Militar, sempre de olho para suprimir qualquer coisa que se pareça com liberdade de expressão, agiu rápido. Em 1981, a firma de George Lucas meteu porrada em várias revistas que tinham fanfic de Star Wars, provavelmente porque a fanfic de Star Wars era muito melhor que o original.

Quando a Internet se tornou popular através da World Wide Web, no início dos anos 1990, vários sites publicaram enciclopédias sobre várias obras de ficção (Harry Potter, Tolkien, Star Trek, etc). Muitas destas enciclopédias continham resumos do material original (chamado, pelos sites, de material canônico), material derivado de outros autores (deuterocanônico, em alusão a alguns livros da Bíblia que, por serem muito porra-loucas, foram considerados não-canônicos pelos protestantes) e fanfic (chamado de apocripha, ou material apócrifo). De novo, o Complexo Industrial-Militar agiu com sua costumeira brutalidade, e vários destas sites foram fechados.

Só que não dá para censurar a Internet. Então, hoje em dia, mais sites com fanfic surgem do que sites são fechados, ou seja, mais uma vez vemos imbecis tentando controlar a Internet, em vez de simplesmente usar a Internet para seu benefício.

Categorias da Alexa[editar]

Para finalizar esta porra que está ficando muito longa, vamos ver que merda tem na Alexa sobre o assunto. A Alexa tem uma categoria, [Arts > Online Writing > Fiction > Fan Fiction http://www.alexa.com/topsites/category/Top/Arts/Online_Writing/Fiction/Fan_Fiction] que faz parte dos sites sobre ficção on-line, que contém as seguintes subcategorias:

  • Bandas e artistas: o cara pega uma banda ou artista famoso e inventa uma história. Obviamente, como ninguém checa as informações que lê, eventualmente a fanfic vai parar em algum site de fofocas;
  • Livros: é a forma mais fácil de fazer fanfic, pegar um livro e escrever sua continuação, ou uma história alternativa, ou escrever a história sob o ponto de vista do vilão;
  • Directories: uma porra que tem em toda categoria da Alexa;
  • Fanzines: Fanzine é uma revista especializada em fanfic e fanart;
  • Celebridades: ver acima, mesma merda que fanfic sobre bandas e artistas;
  • Filmes: ver acima, mesma merda que livros;
  • Multifandom: sei lá que porra é esta;
  • RPG: tecnicamente, não é fanfic, porque cada aventura de RPG é uma criação nova;
  • Televisão: ver acima, mesma merda que livros e filmes;
  • Videogames: é uma mistura de fanfic sobre filmes/livros/televisão, porque os personagens já tem uma história pre-definida, com fanfic sobre RPG, porque cada jogo gera uma história diferente;
  • Web Rings: caralho, ainda existem Web Rings?

Além disto, a Alexa indica algumas categorias relacionadas (ou seja, eles não colocam diretamente como subcategoria de Art > Online Writing > Fiction), mas que deveriam estar se a Alexa não adotasse uma estrutura rígida de categorias mas uma estrutura flexível:

  • Anime: um dos ramos em que mais tem fanfic, inclusive, como japonês pode até ter pau pequeno, mas não é burro, eles costumam até incentivar as fanfics;
  • Desenhos animados: ver acima, mesma merda que livros, filmes e televisão;
  • Histórias em quadrinhos: ver acima, mesma merda que livros, filmes, televisão e desenhos animados;
  • Ajuda ao escritos: deve ser para dizer para o cara não tentar vender a merda que ele escreveu para não ser enrabado pelo Complexo Industrial-Militar.

Em março de 2013, o principal site da categoria tinha o sugestivo nome de FanFiction Net.

Ver também[editar]