Flame war

De Wikinet
Ir para: navegação, pesquisa
Vítima de um flame war.

Flame war, em fóruns de discussão (mailing lists, blogs, páginas de discussão de wikis e demais ambientes virtuais em que o debate seja estimulado), é uma discussão interminável entre dois (ou mais) membros sobre um tema polêmico (ou não - tem gente que gosta de discutir por qualquer babaquice, e basta aparecer outro assim para startar a flame war), sem nenhuma perspectiva de conclusão, que degenera em ofensas e ameaças.

Uma flame war pode começar de forma inocente, com algum comentário infeliz que irrite algum usuário, ou pode ser startada de propósito, normalmente por um troll. Uma flame war normalmente não termina de forma espontânea, sendo necessária a intervenção de algum administrador para cortar a discussão ou banir os participantes. Usuários que se envolvem em várias flame wars costumam ser banidos, exceto quando são amiguinhos do dono do site, quando podem fazer a merda que quiserem, e quem é punido é quem se opõe a ele.

Temas comuns em flame wars[editar]

Clássico.

Existem temas regionais, e temas universais.

Temas universais[editar]

Política[editar]

Computador depois de um flame war.

Quase certamente, ao iniciar uma discussão sobre política, esta vai degenerar em uma flame war. Isso porque todo mundo sabe que todos políticos são filhos da puta. Porra nenhuma - você não pode generalizar, seu escroto, ao generalizar você iguala Fulano, que é um cara honesto e trabalhador, ao Beltrano, aquele ladrão safado. Vai tomar no cu, eu prefiro o Beltrano, que rouba, assume que rouba, mas faz o bem para o país, àquele babaca do Fulano, que só faz demagogia e afunda o país na merda! Vai tomar no cu você, seu filho da puta, deve ser cúmplice do Beltrano, pega a grana que você mandou para a Suiça e enfia no rabo! ....

Religião[editar]

Igual à política, mas ainda mais delicado, porque, como a religião está diretamente ligada à vida após a morte, e a morte é um tema muito sensível, qualquer mensagem sobre este assunto atrairá muitas paixões. Isso porque vocês são um bando de supersticiosos, que ainda acreditam nos contos de fada que o sistema inventou para enganar e controlar as massas ignorantes. Ignorante é você, que não consegue ver o que está na sua cara, como pode existir este mundo cheio de coisas maravilhosas sem um criador? Foda-se, não acredito nesta babaquice, morreu, acabou, não existe vida após a morte. Então se mata, seu merda, e acaba logo com o sofrimento, cada vez que um religioso mata um ateu está fazendo um favor ao mundo. Você é igual ao Bin Laden, é esse tipo de mentalidade de filho da puta que causou mais mortes que todas as guerras juntas. Vá tomar no cu, seu ateu filho da puta, os ateus - nazistas e comunistas - mataram muito mais gente que a Inquisição! Eu vou quebrar a tua cara, enfiar tanta porrada que você preferir estar morto e ir logo para esse tal paraíso mentiroso que você acredita! ....

Patriotismo[editar]

Flame wars, assim como incêndios no mundo real, podem fugir do controle

Claro que todo mundo prefere o seu próprio país - se não, já tinha emigrado - mas todo mundo também gosta de falar mal das próprias mazelas. Mas basta chegar um estrangeiro e concordar, que começa a flame war. O nacionalismo é um tema particularmente delicado em ambientes onde convivem dois (ou mais) países que compartilham a mesma língua, como Estados Unidos e Inglaterra, ou Brasil e Portugal. Se bem que Portugal é uma coisinha tão pequena que nem aparece nas discussões. Então porque os brasileiros sempre estão a vir para cá, para trabalhaire por metade do salário que nós estamos a receber? O Brasil está na merda porque vocês roubaram todo nosso ouro, e são tão burros que nem ficaram com o ouro, entregaram para os ingleses. Ora, pois, Portugal esteve mais tempo sob domínio da Espanha do que o Brasil de Portugal, e vós ainda estais a botar em nós a culpa pela vossa mediocridade? Medíocres são vocês, que vieram para cá e a única coisa que sabiam fazer era cuidar da padaria! E cuidávamos muito bem, tantos que os nossos que foram para além mar ficaram muito ricos, já que eram os únicos trabalhadores em uma terra de vagabundos e putas! Puta é a sua mãe, que dava para todo mundo quando o seu pai veio trabalhar aqui! Minha mãe não é brasileira para ser puta, todas putas de Portugal são brasileiras! Isso porque as portuguesas são tão feias que nem para isso servem!!! ....

Linguagem[editar]

Uma versão do nacionalismo, flame wars podem resultar de diferenças internacionais ou intranacionais da mesma língua. Isso se tu considerares que os brasileiros falam português, porque o que estais a falar d'além mar não é português, mas um dialecto afro-índigena. A gente fala português, e melhor do que vocês, vocês tão fodidos, são minoria, e vão ter que falar como nós falamos! Jamais falarei esta língua de macacos! ...

Gosto musical[editar]

Sim, por incrível que pareça, até para discutir sobre gosto musical tem gente que entra em flame war. O que é uma grande bobagem, porque gosto não se discute, se a pessoa gosta de ouvir rock, música clássica, forró ou música folclórica irlandesa, qual é o problema? Desde que não ouça funk, que não é música, tudo bem. Como pode não ser música, se é uma grande manifestação cultural popular? Francamente, não acredito que ouvi isso - uma merda financiada por traficantes, gritada por analfabetos, sem nenhum instrumento musical? Vai se foder, e deixa de ser preconceituoso, você nem conhece e já vai falando mal! Não conheço e nem quero conhecer, eu também não cheiro cocaína e nem dou a bunda, como você!!! Quem cheira é puta que te pariu, que vem todo sábado aqui no baile funk se esfregar com um negão, enquanto seu pai dá a bunda para o chefe viado dele!!! ...

Temas comuns em listas frequentadas por americanos[editar]

Controle de armas[editar]

Em listas frequentadas por americanos, é muito comum um debate civilizado sobre controle de armas degenerar em uma flame war. O motivo disto é que, para o americano conservador e atrasado que vive no interior, a segunda emenda da sua constituição, que dá o direito de qualquer um portar armas, é considerado um direito sagrado e inviolável. É por causa disto que, em mais de duzentos anos, os Estados Unidos nunca foram dominados por uma ditadura. Por outro lado, este tal "direito" idiota também faz com que o tempo todo apareça algum americano maluco e saia matando todo mundo. Malucos tem em todo lugar do mundo, para um maluco é fácil arrumar arma e sair matando, mas se todos cidadãos estiverem armados, a chance do maluco matar muita gente é bem menor, porque algum cidadão armado por impedí-lo. E aí a rua vira o maior faroeste, como todo mundo atirando em todo mundo, até briga de trânsito vira banho de sangue! Mas se todo mundo estiver armado, as pessoas vão ser mais educadas, e quem quer falar merda como você vai ficar caladinho, para não levar um tiro no cornos! É esse tipo de barbárie que acaba acontecendo, um bando de viados inseguros que se acham homem só porque tem um arma de tamanho maior que o pau! Sorte sua que a gente não está cara a cara, porque você agora já estaria cheio de azeitona, seu merda!!! ....

ATENÇÃO: ARTIGO EM OBRA
Esta predefinição foi inserida nesta página pois o autor deste artigo engana a si mesmo achando que um dia vai finalizá-lo.
Já que você sabe que o autor nunca mais retornará a esse artigo, considere terminar sua obra de negro.
  • Aborto
  • Sistema de saúde pública
  • Homeschooling

Temas comuns em listas não frequentadas por americanos[editar]

ATENÇÃO: ARTIGO EM OBRA
Esta predefinição foi inserida nesta página pois o autor deste artigo engana a si mesmo achando que um dia vai finalizá-lo.
Já que você sabe que o autor nunca mais retornará a esse artigo, considere terminar sua obra de negro.

Conclusão[editar]

Uma flame war tem o potencial de degenerar para violência física entre os participantes

No fundo, existem flame wars porque algumas pessoas (felizmente uma minoria) não aceitam a liberdade de expressão, e não conseguem ouvir uma opinião discordante sem partir para o lado pessoal e revidar com grosserias. Se bem que tem gente que abusa da liberdade de expressão, distribuindo material pirata, postando imagens de pedofilia, fazendo apologia da maconha ou negando o Holocausto. Mas qual é o erro de discutir estes temas, mesmo sem concordar com eles? Porque são temas que só agradam a pessoas doentes e mal intencionadas, só isso. Mal intencionado é você, que quer impor a censura, daqui a pouco vai querer queimar na fogueira quem discorda de você. E você acha que tudo é permitido, já imaginou se um cara entra na sua casa estupra sua família, filma tudo e depois coloca no YouTube? Vá tomar no cu, eu não estou baixando o nível, seu nazista de merda! Nazista é você, que defende a negação do Holocausto e a pedofilia, seu filho da puta! ...

Ligações externas[editar]