Gay

De Wikinet
Ir para: navegação, pesquisa
Primeiro indício de um viado.
Gays parem os filhos pelo cu, já que só fazem sexo anal.

Gay (aka homossexual) é uma doença mental que faz com que um indivíduo homem ou mulher não se considere um homem (ou não se considere uma mulher, se for o caso), ou seja, Deus o colocou errado no mundo, então ele decide que quer ter casos com as pessoas do mesmo sexo (doentio, não?).

Um dos casos comuns na homossexualidade incluem a bicha ter sido molestada sexualmente quando criança por um adulto de qualquer sexo, oposto ou do mesmo, ou então o uso de drogas pesadas pela mãe do viado durante a gravidez, causando um desequilíbrio hormonal. Este desequilíbrio hormonal também pode ocorrer após o nascimento de uma criança se os seus pais a jogarem sem vigilância em depósitos de produtos químicos nocivos.

Muitos gays transparecem seu jeito homossexual, o que significa que eles não passam de bichas safadas sem vergonhas querendo chamar atenção pra ver se dão a sorte de arrumar um bofe. Mas também há gays que ficam na deles e não transparecem sua viadagem e mesmo assim são tranquilos e assumidos quanto a sua sexualidade, esses são nosso exemplo de vida e superação, afinal, ser gay nos dias de hoje não é fácil! Ah espera, é fácil sim, pois hoje em dia os gays reclamam, reclamam e reclamam até conseguir o que eles querem.

Uma mulher gay geralmente é chamada de lésbica ou sapatão/sapatona. Muitas mulheres são bissexuais, mas nem tantas são exclusivamente gays. Todos nós sabemos que mulheres são muito atraentes, sendo que homens são nojentos, peludos e brutos, nada atraentes. Por causa disso, nem as mulheres conseguem se resistir, e estão, aos poucos, descobrindo o tesão que elas são e cada vez mais meninas se pegam no banheiro da escola. Um dia, haverá uma utopia feminina. Dica da titia Wikinet: Tenham certeza de se congelarem para serem os poucos homens disponíveis no futuro, rapaziada!

Todo mundo tem um gay na família, se você não tem um gay na família, talvez o gay seja você (e é você).

Moh viadao.gif

Adoção de crianças por casais homossexuais

Adoção de crianças por casais homossexuais e o que a agenda homossexual está fazendo com nossas pobres criancinhas para que esta meme seja imposta a elas, inclusive através de técnicas de lavagem cerebral e negação da liberdade de expressão.

Vejam este exemplo típico da Educação atual:

Redacao adocao por casais homossexuais.jpg

Análise do tema

Não temos aqui uma informação sobre qual foi o tema da redação, nem qual a idade dos alunos; evidências circunstanciais, porém, sugerem que o aluno em questão está na faixa dos dez anos de idade (típico leitor da Desciclopédia), e o tema foi Adoção de crianças por casais homossexuais.

Bem, aqui vemos claramente um princípio de fascismo perpretado pelos grupos homofobofóbicos. Uma redação como esta, de tema livre, deve, a princípio, permitir que os alunos expressem livremente a sua opinião, mas, como o leitor já viu, esta liberdade foi claramente violada.

Ou seja, as aulas de redação tornaram-se foco de doutrinação político-sexual para as crianças, que são premiadas ao repetirem o que o professor ditou, e punidas se apresentarem ideias discordantes

Análise estrutural da redação

Estamos claramente diante de um gênio da retórica, que, tão jovem, sabe expressar e formatar adequadamente as suas ideias.

O texto é estruturado como um artigo de jornal ou revista, no nível de profissionais gabaritados.

Começa com uma introdução sobre o contexto sócio-político mundial e brasileiro, apresentando claramente a opinião do leitor sobre um grupo minoritário, porém de grande peso decisório.

No parágrafo seguinte, o escritor ironiza com as frases políticas da moda, repetindo um chavão, mas imediatamente mostrando sua firmeza de ideias, em um belo uso da antítese.

O terceiro parágrafo expõe de forma nítida a atitude paradoxal do grupo em epígrafe, que abdica de um direito natural para reivindicar um direito artificial.

O quarto e penúltimo parágrafo sintetiza as ideias do escritor, que lamenta o comportamento - em sua opinião - errado do grupo em questão.

Finalmente, o texto se encerra de forma brilhante no último parágrafo, a conclusão, onde o escritor resume em poucas palavras tudo que ele pensa sobre o assunto.

Análise da correção

Em total contraste com o brilhantismo do aluno, da parte do professor podemos observar todas as mazelas do nosso ensino decadente.

O professor começa menosprezando a opinião do aluno, ao dizer que ele devia levar a sério suas redações. Ora, tem algo mais sério do que expor de forma pura suas próprias ideias, principalmente quando estas ideias são radicais e podem gerar perseguições contra quem as expõe?

Em seguida, o professor faz uma ameaça velada, sobre um hipotético futuro. Está implícito que esta redação será guardada pelo professor, que poderá usá-la, por exemplo, para fazer chantagem se o aluno for candidato a algum cargo ou mesmo emprego público.

Finalmente, para coroar o autoritarismo do professor, vem a punição final, que é o encaminhamento da redação ao "Diretor do Colégio". Note que a grafia do professor trai seu sentimento interior, pois a palavra "Diretor" está quase escrita como "Ditador".

CC

Homossexualidade é abominável. Ninguém, eu repito, ninguém gosta de homossexuais, apenas toleram, porque criticá-los se tornou praticamente um crime. Não que eu me importe, eu não preciso criticar uma pessoa para que ela tenha uma anomalia mental ou genética, ela simplesmente tem. Por mais que as pessoas com lepra queiram ser vistas como iguais e queiram ter privilégios na sociedade, ninguém vai deixar de ter aversão aos leprosos, não que haja algo de errado com o leproso em si, mas ninguém quer contrair lepra ou quer que seus filhos contraiam lepra.

Eu não sou preconceituoso nem nunca fui, eu simplesmente sou contra o desrespeito que homossexuais, promovem. Promover que crianças façam DotA com adultos, promover que escolas públicas ensinem as pessoas a ser gay, isso não é aceitável do ponto de vista de uma pessoa mentalmente saudável.

CC II

Você precisa aprender apenas a não exagerar nas suas críticas, porque não concordar é uma coisa, agora nos chamar de abomináveis é típico de pessoas doentes mentais, intolerantes e com a mente tão pequena e limitada que está presa no século XIX.

Aconselho também que você faça um exame de auto critica, meu caro, análise a si mesmo, porque se isso é tudo o que você sabe dizer então eu recomendo que procure uma clínica psiquiátrica. Sou homossexual sim! Você diz que não é ppreconceituoso mas a partir do momento que nos discrimina cai em contradição. Me diz uma coisa: sua mente é tão rasteira que te impede de raciocinar direito? Ou será que você é apenas um sem graça querendo audiência?

Claro, a maioria de vcs héteros são tão doentes que acham que nós vamos dar em cima de vcs, por favor, temos bom gosto; se fosse para dar em cima de vcs, faríamos como se faz com um chiclete: depois de mastigar joga fora.

E o único anormal e doente que tem aqui é vc, sim vc mesmo, que no alto da sua limitação e intolerância vomita um texto ridículo como opinião pessoal para crer que está por cima mas não passa de um medíocre pobre coitado que tem uma vida vazia, não consegue se satisfazer por conta própria.

Ver também