Sites produtores de putaria

De Wikinet
Ir para: navegação, pesquisa

Sites produtores de putaria são uma das duas forças que fizeram a World Wide Web crescer tanto e chegar ao que é hoje, foram estes sites que deram a principal motivação para as pessoas acessarem a Internet, exigindo cada vez conexões mais rápidas e computadores com maior capacidade de processamento, inicialmente para poder baixar alguns GIFs toscos, e agora chegando à putaria dinâmica. Obviamente, não foram só os sites produtores de putaria que criaram a Internet, junto deles, quase como as rêmoras que acompanham os tubarões, vieram os sites de compras, que foram a forma de conseguir dinheiro para financiar a merda toda, já que os sites produtores de putaria, infelizmente, tem um retorno muito menor do que eles merecem.

Estima-se que entre 10% (estimativas mais conservadoras) a 50% (estimativas mais confiáveis) de tudo que circula na Interwebz seja pornografia, desde que esta medida seja feita pelo tamanho dos downloads ou pelo tempo gasto visitando-se sites.[1] O injusto de tudo isto (mas quem disse que o mundo é justo?) é que, se a medida for feita pela quantidade que se paga, a importância dos sites produtores de putaria fica extremamente reduzida, para menos de 5%.[1][2][3]

E é fácil explicar porque os sites produtores de putaria fazem tanto sucesso. A pornografia tem, sobre o cérebro masculino, o mesmo efeito de uma droga que causa dependência psicológica, como o LSD (mas não como cigarro, maconha ou cocaína).[4] Então a pessoa que começa a consumir putaria, mesmo que seja só procurando por teasing, rapidamente se satura com a putaria, e passa a procurar cada vez mais putaria. Este avanço pode ser ilustrado com a nossa (ou seja, copyright da Wikinet) escala de grau de nudez: o consumidor de putaria sempre se satura com o grau de nudez que ele está, e logo passa para o grau de nudez seguinte. A única barreira que impede o crescimento indefinido do grau de nudez da pornografia são as barreiras morais e religiosas do punheteiro, ou seja, um cara que seja católico provavelmente vai parar no grau de nudez 8, porque lesbianismo é pecado, enquanto uma pessoa com elevado grau de homofobia vai parar em sexo convencional, porque no grau seguinte já tem sugestão de viadagem quando tem dois caras se esfregando para comer a mesma mulher.[5]

Ou então esta merda toda que você leu pode ser mais uma Teoria da Conspiração maluca, tão pseudo-científica quanto a Astrologia, o Pouso do Homem na Lua em 1969 ou o Aquecimento Global Antropogênico.[6]

De qualquer modo, foda-se, assim como ninguém deixa de fumar ou cheirar porque pode se viciar, ninguém vai deixar de baixar putaria só por medo de se viciar.

Então chega de falar merda, e vamos analisar quais são os tipos de sites produtores de putaria. Como a Alexa não tem uma categoria de sites produtores de putaria (eles fazem uma zona com suas subcategorias dos sites de putaria, deve ser porque eles tem medo de serem bloqueados), vamos classificar os sites de acordo com o grau de nudez.

Obviamente, sites que produzem imagens com grau de nudez menor que 3, ou seja, com depósitos de biquíni, não podem ser considerados sites de putaria, mesmo aqueles sites que ficam mostrando lésbicas se beijando. Então nossa escala começa com grau de nudez 4, ou seja, teasing, e vai até o grau de nudez 12, ou seja, coisas doentes como gore.

Sites produtores de teasing[editar]

Veja mais do mesmo em Sites de putaria de teasing
São os sites que tem o maior trabalho para achar uma depósito gostosa, montam um cenário espetacular, ou botam a depósito em uma praia maravilhosa, fazem ela ficar só de calcinha, mas, na hora de tirar as fotos, mandam ela cobrir os peitos com as mãos ou com os cabelos.

Porra, para que tanto trabalho para tão pouco resultado?

Por incrível que pareça, estes sites fazem muito sucesso. Deve ser porque quem visita estes sites tem preconceito contra mulher pelada e uma depósito fazendo teasing não está pelada.

Exemplos: Sports Illustrated (site), Paparazzo, GGurls

Sites produtores de pagação de peitinho[editar]

Em sua maioria, são os sites de revistas femininas de moda, porque as depósitos que lêem estas revistas querem ver se a modelo fica gostosa com a roupa ou não, e pagar peitinho é uma das formas mais práticas de mostrar que a depósito é gostosa, mas sem dizer que está mostrando os peitos.

Tem também uns sites estranhos, para o público masculino, que só tem depósito pagando peitinho. Estes sites funcionam por causa do fetiche, ou seja, fazem o seu público sempre imaginar que a depósito vai, algum dia, continuar tirando sua roupa.

Exemplos: Morango (site) BALEETED, Wild Amaginations.

Sites produtores de glamour[editar]

Aqui costuma ser a fronteira entre o que a maioria das pessoas consideram que um site ainda não é um site de putaria, antes de se tornar um site pornográfico, pela ideia errada de que mulher mostrando a buceta é pornografia, mas mulher mostrando os peitos não é.

São os sites das glamour models, ou seja, as depósitos que estão sempre mostrando os peitos mas nunca mostram a buceta. Estas modelos costumam ir à praia de topless, como aliás fazem todas as depósitos jovens e gostosas nos países civilizados, então não é nada demais também mostrar os peitos em revistas e jornais. Normalmente, como nestes países ninguém daria a mínima para depósitos com os peitos de fora, eles costumam apimentar os ensaios fazendo aos pares, triplos ou grupos de quatro, e se pegando e se beijando como se fossem lésbicas.

Exemplos: The Sun, Click!, The Girl BALEETED

Sites produtores de mulher pelada[editar]

Estes sites são os mais difíceis de se achar. Isto porque nestes sites as depósitos podem mostrar a buceta de forma discreta, mas não podem ficar abrindo muito as pernas para mostrar os lábios, então fica uma coisa meio estranha, porque pode mostrar a buceta mas não pode mostrar direito?

Curiosamente, ao contrário dos sites do grau de nudez anterior (ou seja, dos que mostram apenas peitos) e do grau seguinte (ou seja, dos que mostram os lábios), raramente nestes sites tem ensaios lésbicos, quase sempre as depósitos estão sozinhas.

Exemplos: Revista Playboy, Vírgula (site)

Sites produtores de arte erótica[editar]

São os sites que mostram a mulher como Deus a fez, ou seja, mostram peitos, bunda, buceta e cu, sem esconder nada. Muitas vezes mostram as depósitos em grupo, se pegando, beijando ou fazendo carinhos pelo corpo, mas sem sexo lésbico.

Exemplos: Met-Art, Perfect 10 BALEETED

Sites produtores de pornografia lésbica[editar]

São, quase sempre, uma versão mais apimentada dos sites que produzem arte erótica, ou seja, quase todas as depósitos que fazem nudez completa também fazem pornografia lésbica, desde as formas mais comportadas, como quando fazem tribadismo ou cunnilingus, até formas extremas, como quando fazer dupla penetração anal e vaginal com dildos ou uma enfia a mão na buceta da outra, até o pulso.

Exemplos: Sex-Art (é a versão pornográfica do Met-Art), Les Anal.com

Sites produtores de pornografia vanilla[editar]

Acho que não existe no Ocidente. Sério, procurei, mas não achei. Todo site que tem um cara comendo uma buceta, sempre tem algum cara comendo um cu e alguma depósito levando um pau na buceta e outro no cu.

Mas os sites japoneses de putaria são, quase todos, sites que vão até sexo convencional, mas quase nunca tem anal. As depósitos japonesas da putaria, chamadas de AV idols, costumam fazer cenas em que são comidas por quatro, cinco ou dez japoneses (a soma do tamanho do pau deles todos dá um pau de um ocidental, então isto não é nenhum mérito delas), e levam gozadas de porra dentro da buceta e na boca, mas raramente dão o cu. Então, quem quer apenas pau na buceta sem pau no cu, deve procurar pornografia japonesa.

Exemplos: não sei, porque os sites japoneses são uma zona, não dá para saber quem é produtor e quem é distribuidor.

Sites produtores de pornografia hardcore[editar]

Agora chegamos ao máximo de putaria a que uma pessoa que não seja psicopata costuma ir. São os sites em que tem caras fazendo tudo nas depósitos: comem a buceta, comem o cu e se juntam com outros cara para comerem, vários, a mesma depósito, em cenas de DP e gangbang.

Exemplos: Penthouse, Hustler (duas das três revistas tradicionais de nudez produzem pornografia hardcore), Twistys, Reality Kings, Hegre-Art, X-Art, etc - a lista é imensa.

Sites produtores de gore[editar]

Não estamos falando aqui de gore simulado, mas de gore real, ou seja, são os sites que mutilam as depósitos para fazer os caras comerem, por exemplo, a buceta, o cu e os dois buracos onde estavam os olhos. Tá, este merda não existe.

Ou será que existe? Sei lá, na Internet tem doente que gosta de qualquer coisa.

Referências


Sites produtores de putaria faz parte da grande série temática da Wikinet sobre putaria