Teoria da conspiração

De Wikinet
(Redireccionado de Teoria da Conspiração)
Ir para: navegação, pesquisa
Aviso.gif Aviso:
Existe um artigo "Teoria da conspiração" na Wikipédia em português, mas aquele artigo é uma merda


Teoria da conspiração é quando um cara muito doidão, depois de fumar alguns baseados e tomar LSD, tem uma epifania [1] e deduz que algum evento banal (ou não) tem, como causa, alguma organização sinistra e poderosa, e que a verdade fica oculta pelo poder desta entidade maligna.

Segundo algumas teorias da conspiração, até a esposa do Alexandre foi acusada de tê-lo assassinado.

Essa porra não é nenhuma novidade de babacas do século XX, teorias da conspiração são tão antigas quanto a própria existência de sociedades organizadas. Por exemplo, depois que Alexandre, o Grande morreu jovem, depois de haver conquistado meio-mundo, em vez de se supor que ele morreu porque ele era uma bicha louca e usava drogas psicodélicas, sendo um caso típico de uma vítima da AIDS, surgiram logo teorias da conspiração dizendo que ele havia sido assassinado, possivelmente por veneno (as teorias mais céticas) ou através de magia negra (as teorias mais porra-loucas). Se hoje as teorias da conspiração são relativamente inocentes, e podem matar alguém, no máximo, de rir, naquela época as coisas eram mais radicais, e teve gente que foi executada sob a acusação de ter assassinado o rei gay.

O grande ímpeto que as teorias da conspiração tiveram, e que é o motivo deste artigo existir, [2] é que, agora, qualquer um pode montar um site e divulgar sua teoria da conspiração favorita, e sempre vão aparecer malucos que não só acreditam na porra-louquice como ainda podem contribuir - algumas vezes financeiramente - com a sua paranoia.

Teorias da conspiração normalmente envolvem alguma organização poderosa, como o Complexo Industrial-Militar, alguma organização privada com elementos de sociedade secreta, como a Maçonaria, o Opus Dei ou mesmo as Organizações Disney, ou sociedades secretas que ninguém nunca ouviu falar, como Aset Ka.

O legal de uma teoria da conspiração é que quanto menos evidências houver de que a teoria é verdadeira, mais seus proponentes se convencem da sua veracidade. Por exemplo, o fato de não haver nenhuma evidência da presença de naves extraterrestres desde que os ETs tomaram um porre, digiriam seu disco voador bêbados e porraram a nave em Roswell (1947), em vez de servir como evidência de que eles não existem, [3] é uma evidência de que o Complexo Industrial-Militar está ativo na supressão das evidências da sua presença, e que, mais cedo ou mais tarde, alguma coisa de concreto vai vazar.[4]

Uma teoria da conspiração, por mais porra louca que seja, não deve, a priori, ser descartada. Os exemplos históricos mostram isso, afinal, o Complexo Industrial-Militar-Farmacêutico tentou suprimir as evidências de que cigarro, gorduras trans, bicos de mamadeira e sutiã causam câncer. Nos anos 1980, surgiu uma teoria da conspiração totalmente porra-louca, dizendo que a CIA do governo direitista de Ronald Reagan estava colaborando com o governo islâmico fanático do Irã para fornecer armas para um grupo terrorista de direita da Nicarágua, em uma aliança entre o Capitalismo Neoliberal Assassino e o Terrorismo Islâmico para combater um inimigo comum, o Comunismo. Esta teoria da conspiração, que aparentemente havia sido produto da imaginação de algum drogado, se mostrou, de modo geral, como verdadeira, e foi o famoso Caso Irã-Contras. [5]

O Brasil não é imune a esta babaquice, e temos a versão tupiniquim destas porras. Por exemplo, existe a teoria de que Tancredo Neves foi assassinado, e, mais recentemente, a de que o vice da Dilma, Michel Temer, era satanista.

Uma teoria da conspiração não deve ser confundida com uma fofoca ou um boato. Por exemplo, uma alegação de que Xuxa (ou a presidente Dilma) seja lésbica seria uma fofoca, já que não existe nenhuma organização maligna tentando suprimir esta informação, por outro lado, uma alegação de que Xuxa (ou Dilma) seja um extraterrestre infiltrado como ponta de lança de alguma invasão seria um caso de teoria da conspiração.

Bem, agora que você sabe tudo sobre Teoria da Conspiração, que tal montar a sua? O blog The Skeptical Libertarian tem uma receita muito legal para montar uma, [6] depois crie uma wiki ou um blog, coloque a sua teoria, e fique famoso! Quem sabe assim você tem alguma chance de comer garotas?[7]

Referências

  1. Vai dizer que você ainda não sabe que merda é uma epifania?
  2. Porque, afinal, esta merda é um site pornográfico de humor sobre a Internet, e não uma enciclopédia generalista que fala sobre qualquer merda. Se bem que hoje qualquer merda está na Internet.
  3. O que não é a posição dos céticos. Ninguém diz que não existe vida extraterrestre. A posição mais moderada é que, se eles existem, estão tão longe que não conseguem chegar aqui, ou que são tão avançados que nos observam sem que haja chance de que eles sejam observados. A posição mais radical é que a probabilidade de que eles existam não é zero, mas um número pentelhesimal, mesmo diante da imensidão do Universo. Mas chega de babaquice, e voltemos à programação normal.
  4. Para mais detalhes sobre este tipo de teoria, ver o artigo sobre a Revista UFO.
  5. E um subproduto desta aliança foi o tal Bin Laden, filhote da CIA e responsável (ou não, segundo algumas teorias) pelos Ataques de 11 de setembro.
  6. http://blog.skepticallibertarian.com/2012/04/18/build-your-own-conspiracy-theory/
  7. Só vai comer malucas, mas tem malucas que são bem gostosinhas.